a solidariedade perto de você
 

Segurança

Para orientar os voluntários da iniciativa Vizinho do Bem aqui vão algumas medidas de segurança e higienes para evitar riscos de contágio, conforme orientações das autoridades de saúde:

Para quem vai ajudar

É de extrema importância que não haja qualquer tipo de contato físico com as pessoas que ajudará, pois provavelmente são pessoas que se encontram em algum grupo de risco e é imprescindível cuidado redobrado.

  • Lavar as mãos ao sair de casa com a água e sabão;
  • No caso de compras, passar álcool gel nas mãos antes de levar as compras ao local de entrega;
  • Evitar ao máximo encostar as mãos em corrimãos, maçanetas, portas e portões ou em móveis públicos;
  • Não cumprimentar com apertos de mão, beijos e abraços;
  • Ao chegar, deixar as compras a pelo menos 1 metro de distância das pessoas que vão recebê-las;
  • Ao tossir e espirrar, cobrir o nariz e boca com o cotovelo flexionado;
  • Não tocar olhos, nariz e boca enquanto estiver com os produtos a serem entregues.

Não recomendamos que pessoas com problemas respiratórios saiam de casa para este tipo de ação.

Para quem vai receber ajuda

Ao receber uma entrega em casa, todo cuidado é pouco pois o vírus pode vir da rua para dentro da sua casa, e por isso pedimos para que sigam também nossas instruções de higiene:

  • Antes de pegar as compras, lavar as mãos com água e sabão;
  • Manter-se a pelo menos 1 metro de distância da pessoa que fará a entrega;
  • Após pegar as compras, lavar as mãos novamente com água e sabão;
  • Higienizar as embalagens que forem guardadas;
  • Não cumprimentar com apertos de mão, beijos e abraços;
  • Ao tossir e espirrar, cobrir o nariz e boca com o cotovelo flexionado.

Uso de máscaras

De acordo com a OMS Brasil, o uso de máscaras pode ser uma medida de prevenção que limita a propagação de doenças respiratórias , desde que usada corretamente. Mesmo com seu uso, é mandatório seguir as instruções de cuidados e higiene recomendadas mesmo se estiver de máscara.

O uso das máscaras é indicado somente para profissionais de saúde, pessoas que possuírem algum dos sintomas (essas devem procurar atendimento médico no caso de febre, tosse e dificuldades para respirar), parentes ou cuidadores dos indivíduos com COVID-19 quando estiverem no mesmo ambiente que a pessoa infectada.

Importante ressaltar que usar máscaras quando não indicado pode causar custos desnecessários e criar uma falsa sensação de segurança que pode levar a negligenciar outras medidas como a prática de higiene das mãos. Além disso, o uso da máscara incorretamente pode prejudicar sua eficácia na redução de risco de transmissão.

Para o uso correto de máscaras:

  • Colocar a máscara cuidadosamente para cobrir a boca e o nariz e amarre com segurança para minimizar as lacunas entre a face e a máscara;
  • enquanto estiver em uso, evitar tocar na máscara;
  • remover a máscara por trás, sem tocar na sua frente;
  • após a remoção ou sempre que tocar inadvertidamente na máscara usada, higienizar as mãos usando produto alcoólico ou água e sabão;
  • não reutilizar máscaras descartáveis, descartá-las imediatamente após a remoção;
  • substituir a máscara por uma nova máscara limpa e seca assim que ficar úmida;
  • máscaras de pano (por exemplo, algodão ou gaze) não são recomendadas sob qualquer circunstância.